19 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

CIDADES Quarta-feira, 29 de Novembro de 2023, 11:41 - A | A

Quarta-feira, 29 de Novembro de 2023, 11h:41 - A | A

PROBLEMA CORRIQUEIRO

Passageiros acusam superlotação e atraso no transporte coletivo de Cuiabá

Gazeta Digital

Usuários do transporte coletivo de Cuiabá denunciam a superlotação da frota e cobram medidas para sanar o problema. Alguns passageiros não conseguem embarcar e precisam aguardar por outros veículos devido à falta de espaço para se acomodar nos veículos. A tarifa cobrada em Cuiabá é de R$ 4,95 e os atrasos, além de ônibus cheios, são recorrentes.

 

Segundo relatos de passageiros, o setor industrial é a linha que apresenta maior problema, devido à falta de ônibus suficientes para atender a linha entre a região e o Centro da Capital.

 

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).


“O setor Industriário é onde o povo sofre mais, ele já sai do Pedra 90 lotado!”, afirmou uma passageira.

 

Conforme Pedro Aquino, presidente da Associação dos Usuários de Transporte Coletivo do Estado de Mato Grosso (ASSUT-MT), o assunto é debatido e uma ação será protocolada junto ao Ministério Público Estadual (MPMT) para que a situação seja investigada e resolvida.

 

“Essa é a situação de Cuiabá! Nós da ASSUT vamos entrar no Ministério Público e exigir a resolução dessa situação,” disse Pedro Aquino.

 

Outro lado

A Secretaria de Mobilidade Urbana foi procurada e encaminhou a seguinte nota:

 

Sobre denúncias de passageiros que reclamam de superlotação nos ônibus que atendem o setor do Distrito Industrial, alegando que a demanda não é suficiente para atender a região, pois os veículos já saem lotados do Bairro Pedra 90, a Secretaria de Mobilidade Urbana informa: que a frota é dimensionada conforme a demanda. Que reconhece que existem alguns problemas neste sentido durante o horário de pico matutino, fora isso, informa que a situação está sob controle.

Por fim, explica que o maior problema dos veículos que saem do Setor Industriário é o alto fluxo de veículos da Avenida Fernando Corrêa, que por muitas das vezes, por motivos de acidentes ou outra situação inesperada, os veículos não conseguem fazer o retorno e acaba gerando esse transtorno.

 

Já a empresa de ônibus que atende a Capital enviou o seguinte comunicado:

A Caribus Transporte informa que 19 ônibus atendem a Linha 711 (Pedra 90 – Estação Alencastro) com um intervalo médio de seis minutos nos horários de pico (05h20 às 7h e 16h às 18h), nos dias úteis. Nos demais horários, o intervalo entre os ônibus dessa linha passa a ser de 12 minutos.

 

A Caribus orienta aos passageiros que possui um canal de comunicação direto com os passageiros, por meio do Whassap 65- 9 81740001. Nele, a população pode fazer qualquer tipo de reclamação ou sugestão para melhoria do serviço.

A Caribus Transportes reforça que existe o aplicativo “Meu Ônibus MTU”, disponível gratuitamente no google play, onde o passageiro pode acompanhar em tempo real a localização do ônibus.

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image