16 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

POLÍTICA Quarta-feira, 29 de Novembro de 2023, 10:15 - A | A

Quarta-feira, 29 de Novembro de 2023, 10h:15 - A | A

DE VOLTA À CÂMARA

Vereadora quer propor mais transparência no uso da verba indenizatória

Redação

Após ter o mandato cassado por um suposto esquema de rachadinha e voltar à Câmara, a vereadora Edna Sampaio (PT),  pretende apresentar um Projeto de Lei para dar mais transparência aos gastos dos vereadores com a verba indenizatória (VI). A petista conseguiu reverter a cassação e aguarda a Câmara Municipal ser notificada para retornar oficialmente ao Legislativo. 

Durante entrevista ao programa Tribuna (rádio Vila Real, 98.3 FM), a petista afirmou que foi condenada pelos colegas por “fazer o correto” e prestar conta dos gastos. “Vou propor uma lei de transparência da verba indenizatória. Se o problema é esse, que todos façam o que eu fiz para ninguém ser condenado porque prestou conta”, acrescentou.

Edna chegou a ser acusada de apropriação indébita da VI destinada a sua ex-chefe de gabinete, Laura Natasha Oliveira Abreu. A ex-servidora teria transferido R$ 20 mil para uma conta-corrente da petista. Ela justificou que os valores eram concentrados em apenas uma conta para custear os gastos referentes ao mandato, o que a Câmara considerou “ilegal”.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Diante do processo e toda a polêmica, ela ironizou a forma com que os colegas usam os recursos. “Vou fazer como fazem os 24 vereadores, que entraram em consenso para me cassar. Não vou falar nada, não vou explicar nada, a verba indenizatória é um problema pessoal meu, porque foi isso que eles decidiram. Eles decidiram que a V.I. é uma questão de complemento salarial, então, é uma questão privada. Então, por que eu tenho que falar? Ninguém sabe o que os outros fazem com a V.I.”, disse na segunda-feira (27).

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image