14 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

POLÍTICA Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2023, 11:21 - A | A

Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2023, 11h:21 - A | A

ROMBO EM CUIABÁ

Vereadora Maysa Leão alerta parlamentares: “Cada um vai responder pelo seu CPF”

Redação

A vereadora Maysa Leão (Republicanos) utilizou a Tribuna da Sessão Ordinária para alertar sobre a gravidade da situação financeira da capital. Cuiabá teve pelo quarto ano consecutivo, a nota de Capacidade de Pagamento suspensa pelo Tesouro Nacional. Além disso, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) reprovou as contas da gestão Emanuel Pinheiro. Para Maysa, a cidade está no ‘fundo do poço’ e a casa deve seguir a votação do Tribunal.

“Só sendo omisso para dizer que Cuiabá está ‘ok’. Segundo a parlamentar, “contra fatos não há argumentos”. Maysa defende que a Casa leve em consideração a ressalva do Tesouro Nacional, que coloca Cuiabá no patamar de incapaz de arcar com todos os seus compromissos financeiros e siga o parecer do TCE.

A Câmara aguarda o parecer do TCE, chegar na Casa, para que seja apreciado no Plenário. Segundo o Tribunal, há um déficit de R$1,2 Bilhões nas contas da gestão de Emanuel Pinheiro do ano de 2022. Maysa defende que a apreciação do parecer que pede a reprovação das contas seja votado já na próxima semana, quando a Câmara irá realizar uma série de sessões seguidas.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

“Nós vamos discutir as pautas mais importantes a toque de caixa. Uma sessão atrás da outra. Eu faço o compromisso de não dormir e ler cada documento que será debatido nesta Casa. Cuiabá está em situação de falência e quem diz isso é o Tribunal de Contas do Estado”, declarou a vereadora Maysa Leão.

Durante seu discurso, a vereadora Maysa fez questão de lembrar que é uma parlamentar independente e alertou seus colegas vereadores sobre uma possível repercussão negativa da população com o não seguimento da reprovação feita pelo Tribunal. Para Maysa a cidade está ‘falida’ e existem problemas evidentes na saúde, educação e políticas de assistência social.

“Não sou do grupo A nem do grupo B, sou uma vereadora independente que fez uma campanha com R$19 mil reais. Que entrou na política com o próprio CPF, sem financiadores, pelas missões que defende. [...] Meu único compromisso é com os munícipes de Cuiabá. Cada um vai responder pelo seu próprio CPF ", pontuou a vereadora Maysa Leão.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image