16 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

POLÍTICA Quarta-feira, 22 de Novembro de 2023, 11:33 - A | A

Quarta-feira, 22 de Novembro de 2023, 11h:33 - A | A

OPERAÇÃO HERMES

Mesmo com as acusações de Dorileo Legal, governador Mauro Mendes e Virginia mantém a serenidade, confiança e fé

Redação

Após as denúncias publicadas pelo proprietário do Gazeta Digital, Dorileo Leal, contra o filho do governador Mauro Mendes e da primeira-dama Virginia Mendes, Luis Antônio Mendes, onde a Polícia Federal fez o pedido de prisão temporária, teve uma repercussão nacionalmente. Luís Mendes foi um dos alvos da segunda fase da Operação Hermes, deflagrada pela Polícia Federal, com apoio do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) para investigar crimes contra o meio ambiente, envolvendo o contrabando de mercúrio utilizado na extração de ouro em vários garimpos situados em Mato Grosso.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Mauro Mendes que vem elevando cada dia mais o nível do estado pode entrar para história, como a melhor gestão da atualidade, governador que foi aprovado por 81,2% da população. Mas, com todas essas denúncias, para sua oposição, isso é um prato cheio.

Bem tranquilo e bastante disponível com a imprensa, Mauro Mendes optou por não ‘citar nomes’ dos supostos perseguidores da sua administração, após ser questionado sobre os ‘ataques’ não teriam algumas interferências políticas, em especial, na operação da Polícia Federal — Operação Hermes (Hg) II —, onde seu filho, o empresário Luis Mendes, constaria na lista de investigados por comércio ilegal de mercúrio, usado para extração de ouro.

Em um trecho publicado na rede social da primeira-dama Virginia contesta a acusação imposta ao filho: “Meu filho não é diretamente sócio das empresas investigadas, não é administrador delas e a participação em outra empresa, sócio indireto é minoritária de 25%, não tendo nenhuma responsabilidade sobre a gestão e atos das mineradoras. Fazem mais de 2 anos que ele não vai as sedes das empresas. As empresas investigadas, por supostamente comprar mercúrio de forma irregular, possui 3 administradores, que respondem legalmente pela gestão e seus atos. Estranhamente o delegado pede a prisão, sem fundamentação e arbitraria, do filho do governador, que é apenas um entre vários outros sócios indiretos. Porque não incluiu todos administradores e todos os sócios?”, questionou a primeira-dama em seu instagram.  

O jornal Centro Oeste Popular tentou contato com a corregedoria da PF e até o fechamento desta matéria não tivemos nenhuma resposta.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image