16 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

POLÍTICA Terça-feira, 24 de Novembro de 2020, 08:16 - A | A

Terça-feira, 24 de Novembro de 2020, 08h:16 - A | A

EMBATE ELEITORAL

Emanuel acusa Abílio de tentar desmontar o funcionalismo

Gazeta Digital

O programa eleitoral desta segunda-feira (23) na televisão trouxe Abílio Júnior (Pode) fazendo novos ataques e acusações contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Já o emedebista focou nos servidores públicos e acusou o adversário de buscar o "desmonte" do funcionalismo na capital.  

 

Abílio iniciou dedicando metade do seu programa às mulheres, na tentativa de apagar o cunho "machista" de suas declarações no 1º turno. O vereador apareceu ao lado primeira-dama do Estado, Virgínia Mendes e da candidata derrotada, Gisela Simona (Pros), que foi uma das que atacou o Abílio no 1º turno.  

 

João Vieira

Horário Eleitoral / Emanuel Pinheiro 19 /

 

Abílio afirmou que irá focar em políticas públicas para mulheres e que tais ações serão feitas por mulheres. Ele também prometeu a criação de um hospital materno, aumento de vagas em creches e a criação da Casa da Mulher, para vítimas de violência.  

 

 

 

 

 

Já na 2ª parte do programa Abílio apresentou a denúncia que fez no último sábado, trazendo um suposto áudio de uma prima de Emanuel Pinheiro, que estaria pedindo para que servidores entrassem em campanha a qualquer custo. Segundo o candidato, isso seria assédio e crime eleitoral. O prefeito nega as acusações e diz que sua prima está exonerada há mais de meses.   

 

Emanuel Pinheiro iniciou o programa mostrando a contradição do apoio de Gisela Simona para Abílio, já que a mesma havia o acusado de usar todos benefícios de vereador, como Verba Indenizatória e Verba de gabinete sem cortar nenhum gasto.  

 

Depois a propaganda focou no apoio que várias lideranças do movimento sindical deram na última semana para Emanuel.  Ele acusou Abílio de ter se aliado ao governador Mauro Mendes (DEM) para tentar derrubar os direitos dos servidores público.  

Emanuel mostrou várias medidas do governo do Estado contrários às bandeiras dos servidores e o vídeo em Abílio prometeu demitir 3 mil servidores públicos. Emanuel também mostrou as suas medidas em relação ao funcionalismo público e mostrou vários servidores declarando apoio para ele.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image