16 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

POLÍCIA Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2020, 09:01 - A | A

Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2020, 09h:01 - A | A

1.450 METROS DA SUA CASA

'Queremos saber como ele chegou lá', diz delegado sobre menino Heitor

Gazeta Digital

Passado o susto dos 3 dias de desaparecimento do menino Heitor Maciel, de 2 anos, encontrado na tarde de domingo (27), na área do aterro sanitário de Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá), a Polícia Civil busca saber como é que o menino foi parar no local. Inquérito foi instaurado e será concluído em 30 dias.

 

De acordo com as informações do delegado Eugênio Rudy Júnior, trabalhador do aterro encontrou o menino na parte dos fundos do local, que fica há 1.450 metros da chácara onde ele estava com a família. Corpo de Bombeiros foi acionado, fez o resgate do menor e o encaminhou para um hospital da cidade, onde ele recebeu todos os cuidados necessários.

 

 

“Conversamos coma equipe médica e ele está bem. A situação é boa, está com saúde. Tem pequenas escoriações no corpo, que é do tempo em que ficou perdido, mas está bem”, destacou o delegado. Heitor já foi acolhido pela sua família, que estava desesperada com seu sumiço desde a tarde do dia 24.

 

Além de escoriações, o menino também estava com assaduras. Polícia e Corpo de Bombeiros entende que ele possa ter caminhado por muito tempo. Família do menino chegou muito emocionada no Hospital São Lucas, o reencontro também emocionou as equipes que trabalharam nas buscas. 

 

Inquérito

Apesar de o menino ter sido encontrado, Polícia Civil não finalizou o trabalho. Delegado e sua equipe querem saber como Heitor foi parar no aterro. Nenhuma hipótese foi descartada pelos policiais.

 

“A investigação continua, queremos saber como a criança chegou no local. Inquérito tem 30 dias para ser concluído e vamos dar uma resolução ao fato”, disse o delegado em vídeo encaminhado à imprensa.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image