16 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

POLÍCIA Segunda-feira, 04 de Dezembro de 2023, 10:56 - A | A

Segunda-feira, 04 de Dezembro de 2023, 10h:56 - A | A

REGIÃO NORDESTE

Procurado pela Justiça de Pernambuco é preso pela Polícia Civil em MT

Redação

Mais um foragido da Justiça, procurado pelo Estado de Pernambuco, foi preso pela Polícia Civil de Mato Grosso, na noite de sexta-feira (01), no município de Santa Cruz do Xingu (1.230 km a nordeste de Cuiabá).

O jovem de 24 anos estava com o mandado de prisão preventiva, decretado pela juízo da Vara Única da Comarca de Ipubi (PE), por estupro de vulnerável. 

O suspeito é investigado pela Delegacia de Polícia de Trindade (PE), circunscrição de Delegacia Seccional de Araripina (24 DESEC), pelo cometimento de violência sexual, estupro de vunnerável, contra a vítima de apenas 6 anos, na cidade de Ipubi. 

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Conforme apurado, o crime ocorreu por diversas vezes em continuidade no tempo, bem como o criminoso aproveitava da convivência que tinha com a criança.

Após troca de informações entre as Polícias Civis de Pernambuco e Mato Grosso, foram realizadas diligências e identificado o procurado escondido em Santa Cruz do Xingu.

Diante dos fatos os policiais civis da Delegacia Regional de Confresa/Vila Rica em conjunto com a Delegacia de Santa Cruz do Xingu e Polícia Militar de Santa Cruz do Xingu, localizaram o jovem em uma residência.

Ao ser abordado pelas equipes, o preso foi conduzido para as providências cabíveis em cumprimento a ordem judicial. Ele será recambiado para Pernambuco, para responder o processo e aplicação da pena criminal.

A prisão faz parte da Operação Ámon, realizada de forma contínua pelo Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Confresa/Vila Rica, visando dar cumprimento aos mandados de prisão, decretados em desfavor de autores de crimes.

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image