19 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

POLÍCIA Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2023, 11:22 - A | A

Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2023, 11h:22 - A | A

DHPP EM MINAS GERAIS

Pistoleiro confessa que matou advogado em Cuiabá; investigação continua

Gazeta Digital

Antônio Gomes da Silva confessou durante depoimento à equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Minas Gerais, ser o autor dos disparos que vitimou o advogado Roberto Zampieri, no dia 5 de dezembro, na porta do escritório da vítima, no Bosque da Saúde, em Cuiabá. Agora, a trama contra Zampieri começa ser esclarecida.

 Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Reportagem apurou que, apesar de ter confessado o crime, Antônio passou muitas informações imprecisas. Não foi informado ainda o valor que ele recebeu para cometer o crime. 

 

Além de Antônio, também foi presa Maria Angélica Caixeta Contijo, na cidade de Patos de Minas. Ela foi apontada como a mandante do crime, mas ainda não tinha sido ouvida até a manhã desta quinta-feira (21). 

 

Polícia Civil informou que a investigação continua, mas que detalhes são ocultados neste momento para preservar a apuração do crime. Ao que tudo indica, o crime tem como motivação a atuação de Zampieri no serviço de advocacia.

 

Reportagem de GD divulgou que Maria Angélica é parte em uma ação de Ribeirão Preto, onde Zampieri atuava como advogado do comprador da área da família da suspeita, que alega calote. Porém, o processo terminou com o juízo dando causa ganha ao novo dono.

 

Segundo apurado, a família da suspeita era dona da Fazenda Lagoa Azul, rebatizada de Fazenda Mineira, e que foi vendida para I.R. com pagamento em 3 parcelas e entrega da escritura prevista para 2022. Contudo, queria desfazer a transação porque o comprador não teria honrado com os pagamentos.

 

O caso

Passava das 19h50 quando o advogado deixava o escritório Zampieri e Campos Advogados Cuiabá, na rua Topázio, no Bosque da Saúde, quando o crime aconteceu.

 

Roberto já estava dentro do veículo, um Fiat Toro branco, quando foi surpreendido pelo assassino, que chegou próximo da porta do carona e disparou os tiros e depois fugiu.

 

Funcionários do escritório estavam no local, ouviram os disparos e já o encontraram ferido. Os tiros foram ouvidos por moradores das ruas próximas e a polícia logo chegou - o crime aconteceu perto da base da PM.

 

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e a equipe médica confirmou a morte no local.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image