17 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

POLÍCIA Terça-feira, 28 de Maio de 2024, 10:05 - A | A

Terça-feira, 28 de Maio de 2024, 10h:05 - A | A

REGIÃO DE FRONTEIRA

Operação cumpre 68 ordens judiciais contra membros de facções

Redação

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Polícia Civil e Polícia Militar deflagraram, na manhã desta segunda-feira (27), a Operação Reset para cumprimento de 68 ordens judiciais, entre mandados de busca e apreensão e de prisão, em 10 cidades da região de Cáceres.

A operação tem como alvos integrantes de facções criminosas envolvidos em diversos crimes, em especial tráfico de drogas, comércio de armas e homicídios. As ordens judiciais são cumpridas nas cidades de Mirassol D’Oeste, Araputanga, Rio Branco, Porto Esperidião, São José dos Quatro Marcos, Lambari D’Oeste, Glória D’Oeste, Reserva do Cabaçal e Salto do Céu.

Os trabalhos tiveram início em reuniões ocorridas na sede do Ministério Público de Mirassol, em que diversos órgãos da Segurança Pública local discutiram e debateram estratégias para combater a criminalidade na região.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Para cumprimento dos mandados estão sendo empregados aproximadamente 300 policiais civis e 100 policia​is militares na maior integração realizada na região.

As delegacias de Mirassol D’oeste, Araputanga, Rio Branco, Porto Esperidião e São José dos Quatro Marcos concentram os procedimentos. O 6º Comando Regional da Polícia Militar e o 17º BPM estão juntos na operação desde o início dos trabalhos até a atual deflagração.

“Essa integração entre as unidades da fronteira vem reduzindo drasticamente os índices de criminalidade na região”, frisou o delegado Regional Higo Rafael Ferreira.

O nome da operação faz alusão a um recomeço, um “reset” na criminalidade.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image