16 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

POLÍCIA Segunda-feira, 27 de Novembro de 2023, 10:53 - A | A

Segunda-feira, 27 de Novembro de 2023, 10h:53 - A | A

VÍTIMAS DECAPITADAS

Criminosos que ordenaram duplo homicídio em Tapurah têm mandados cumpridos pela Polícia Civil em Cuiabá

Redação

A Polícia Civil cumpriu nesta sexta-feira (24), em Cuiabá, mandados de prisão contra os autores intelectuais do homicídio de dois rapazes que foram executados e decapitados, em março do ano passado, na cidade de Tapurah.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Com apoio da equipe da Regional de Nova Mutum, a Delegacia de Tapurah deu cumprimento às ordens de prisão preventiva contra os autores do bárbaro crime. Quatro mandados foram cumpridos na Penitenciária Central do Estado, entre eles, contra um dos líderes de uma facção, conhecido como ‘Sapateiro’, que ordenou o crime de dentro da penitenciária.

Crime

Em 15 de março de 2022, dois corpos foram localizados pela equipe da Polícia Civil com as cabeças decapitadas, em uma área na zona rural de Tapurah. As vítimas foram identificadas como Antônio Gabriel Leite dos Santos, de 19 anos, e o tatuador Rodrigo Martins de Souza, de 39. Os corpos estavam enterrados com mãos e pés amarrados, indicando que foram torturadas. As vítimas foram dadas como desaparecidas no dia 12 de março.

Os corpos foram encontrados por investigadores da Polícia Civil, após denúncias anônimas sobre o local possível onde foram enterrados.

A investigação à época identificou e prendeu os três executores do crime, sendo dois adultos e um menor de idade.

No decorrer da investigação e com o compartilhamento de informações autorizado judicialmente, de uma operação realizado no ano passado na cidade de Sorriso, a Delegacia de Tapurah obteve novos dados e chegou à identificação dos autores intelectuais, líderes de uma facção criminosa que planejaram e ordenaram a morte das vítimas no ‘tribunal do crime’.

“Ressaltamos que foi uma investigação que conseguiu identificar todos os envolvidos, desde os executores até os líderes, que ordenaram a execução das vítimas de dentro de uma unidade prisional”, pontuou o delegado Guilherme Pompeo.

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image