16 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

POLÍCIA Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2020, 10:48 - A | A

Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2020, 10h:48 - A | A

DIZ DELEGADO

Aumenta número de golpes de aluguel e boleto falso em Sinop

Só Notícia

De outubro até agora, ao menos 20 moradores de Sinop caíram em golpes praticados através das redes sociais. As mais recentes são estelionato através de “aluguel” e “boleto falso” com as vítimas sendo enganadas com anúncios de produtos, serviços e até clonagem da conta no WhatsApp. O delegado de Polícia Civil, Bruno Abreu, explicou, ao Só Notícias, que os crimes são considerados de alta complexidade. “É muito difícil para investigar. A maioria é praticada pelo aplicativo, geralmente os chips utilizados são de outras pessoas ou falsos. Então, não conseguimos detectar com facilidade”.

O delegado orientou ainda que o correto é fazer as transações dos valores pessoalmente ou confirmar antes se o vendedor é confiável. “Toda vez que for fazer uma transação, envolvendo WhatsApp, não só conversar por mensagem, mas ligar no telefone da pessoa. Geralmente os golpistas não atendem o telefone, não tem nem sinal ou sempre vai inventar alguma desculpa”.

Nos casos dos golpes de aluguéis, a vítima realiza o pagamento antecipado, antes mesmo de ter certeza se a negociação é segura. “A vítima de estelionato é um pouco gananciosa, fica cega para realizar o negócio e cai num golpe, sem perceber”.

Atualmente, as investigações de crimes de estelionato em Sinop são conduzidas por apenas dois policias responsáveis por lidar com qualquer outro crime de alta complexidade, como porte de armas e falsidade ideológica.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image