17 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

GERAL Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 15:45 - A | A

Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 15h:45 - A | A

APERFEIÇOAMENTO

Sesp capacita servidores de Cuiabá e interior para operar ferramentas do Vigia Mais MT

Redação

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) concluiu a capacitação de 64 servidores da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil para uso das ferramentas do programa de videomonitoramento Vigia Mais MT. O treinamento foi realizado pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) em parceria com a empresa Multiway, no auditório Villa Grecco, no bairro Goiabeiras. 

A capacitação, com duração de 32 horas-aula, ocorreu entre os dias 22 e 25 de maio e envolveu servidores lotados em delegacias e batalhões de Cuiabá, Várzea Grande e 17 municípios do interior do Estado onde o programa já está em andamento. Também participaram servidores da Inteligência, do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). 

Os agentes das forças de segurança aprenderam a utilizar o Vigia Mais MT em suas três vertentes (WEB, Desktop, Mobile), visando extrair o máximo de utilidade da tecnologia que ajuda na resolução de ocorrências, seja em tempo real ou em imagens gravadas em nuvens. 

No curso, foram abordados também os principais conceitos e ferramentas que auxiliam na identificação de veículos suspeitos via câmeras OCR (que permitem a leitura de placas), como pesquisa de passagem e todos seus filtros, gestão de ocorrências e módulo de recepção e gestão de alarmes.  

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

As ferramentas de inteligência e funcionalidades analíticas refinam os resultados baseados nos bancos de dados recebidos através dos pontos de coleta, bem como informações inseridas pelos operadores do Sistema Sentry.

O superintendente do Ciosp, delegado Cláudio Alvarez Sant'Ana, salienta a necessidade de aperfeiçoar o trabalho das forças de segurança em benefício da população.

“Ao adotar os procedimentos técnicos, o policial treinado será capaz de extrair o máximo de informações das ferramentas, subsidiando investigações da Polícia Civil e ações da Polícia Militar. Isso resultará na melhoria do tempo de resposta das ações policiais, na preservação das provas, na materialidade dos dados e vídeos, e na resolução das ocorrências”. 

Videomonitoramento 

O programa Vigia Mais MT foi lançado pelo governador Mauro Mendes e pelo secretário da Segurança Pública, coronel PM César Roveri, em março de 2023. Com investimento aproximado de R$ 30 milhões, serão distribuídos 15 mil equipamentos, entre câmeras fixas e dos modelos speed domes e OCRs (que permitem a leitura de placas de veículos). Somente em Cuiabá foram investidos R$ 5,6 milhões e disponibilizados 3.932 dispositivos.

Antes mesmo do lançamento, o programa já havia sido apresentado a prefeitos e instituições, que manifestaram interesse imediato de adesão. Os equipamentos foram entregues após a formalização de um termo de cooperação. A instalação das câmeras é de responsabilidade do parceiro. Após a instalação, o Ciosp passa a ter acesso a todas imagens captadas.

Os critérios para definição do número de câmeras destinadas a cada município levam em conta a população, renda per capita e os índices criminais. Já os pontos de instalação são definidos a partir de estudo e análises de dados criminais, e planos de ações estratégicas feitos pelos órgãos de segurança pública – Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil e Corpo de Bombeiros. 

Podem se habilitar ao programa Vigia Mais MT entes públicos, privados, pessoas físicas, jurídicas, órgãos, entidades, conselhos, associações comerciais da administração pública federal, estadual e municipal, além de consórcios públicos intermunicipais.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image