14 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

GERAL Terça-feira, 21 de Novembro de 2023, 11:00 - A | A

Terça-feira, 21 de Novembro de 2023, 11h:00 - A | A

ABUSO SEXUAL

Dorileo Leal é suspeito de envolvimento com menores segundo boletim de ocorrência

Redação

Embora se apresenta na sociedade como homem íntegro, honesto, ético e defensor da verdade, o empresário João Dorileo Lea, dono do Grupo Gazeta de Comunicação, é suspeito de envolvimento com abuso sexual de menores. Conforme apurado pelo Centro Oeste Popular, as vítimas são crianças da periferia do Distrito da Guia, onde Dorileo Leal é investigado por pedofilia e abuso sexual contra adolescentes

Dorileo Leal é visto não apenas como proprietário de um grande conglomerado de comunicação, mas, também, é associado a imagem de um poderoso fazendeiro e cabeças de boi, já que é dono de milhares de hectares de terra na região.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Conforme apurado pelo Centro Oeste Popular, um boletim de ocorrência registrado na Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescência (Dedica), Dorileo foi investigado pela participação em uma orgia com crianças e adolescentes pobres. As mães das vítimas costumam sofrer com forte abalo emocional. Porém, não alimentam a chance de ver Dorileo ser exemplarmente punido pela Justiça. Misteriosamente, as investigações não apresentam andamento normal, são sempre marcados pela lentidão, e nenhum dos inquéritos já chegou a ser encaminhado ao Ministério Público de Mato Grosso para oferecimento de denúncia ao poder Judiciário.

Uma das fontes entrevistadas pelo Centro Oeste Popular informou que há mais de três anos participa de investigações nas quais Dorileo Leal figura como pedófilo, mantendo relações sexuais com crianças e adolescentes pobres.

Um boletim de ocorrência guardado às sete chaves na Polícia Civil dá conta do envolvimento sexual do empresário Dorileo Leal com menores de idade, em parceria com um poderoso médico de Mato Grosso. Para comprar o silêncio da mãe de uma das vítimas, Dorileo e o poderoso médico entregaram um carro zero à família. A denúncia chegou anonimamente ao Centro Oeste Popular.

O que chama atenção da população é o porquê não houve desdobramentos e nenhuma investigação tendo em vista que as vítimas a época eram menores de idade.

Segundo autoridade policial que temendo algum receio por parte de Dorileo Leal só aceitou falar com o Centro Oeste Popular por anonimato, disse que dificilmente seria investigado homens afortunados como um dos maiores da comunicação de Mato Grosso.

A população de Mato Grosso merece esclarecimentos da Polícia Civil e do Judiciário de Mato Grosso a respeito das graves acusações de pedofilia e compra de sexo com crianças e adolescentes pobres na região do Distrito da Guia por poderosos que se intitulam donos da ética e da moral.

OUÇA O AÚDIO 

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image