17 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

ENTREVISTA DA SEMANA Segunda-feira, 07 de Dezembro de 2020, 09:16 - A | A

Segunda-feira, 07 de Dezembro de 2020, 09h:16 - A | A

“O secretário de Saúde tem que ser médico sim, desde que ele seja um médico que tenha capacidade técnica”

Regina Botelho Da Redação

O médico doutor Luiz Fernando Amorim foi eleito vereador pelo partido Republicanos com 2.060 votos - 0,76%. Amorim pela primeira vez vai ocupar um cargo político. Em entrevista ao Jornal Centro-Oeste Popular, ele fala sobre sua vitória na eleição, principais bandeiras entre outros assuntos.

CO Popular – Quais serão as suas principais bandeiras na Câmara Municipal?

Dr. Luiz Fernando –  Saúde. Claro que a educação é importante. O esporte e o lazer. Além de médico ortopedista atuo na área da medicina do esporte. Então vou me dedicar 10% à educação e outros 10% ao esporte e lazer. Tenho um projeto chamado Vida Saudável, que é de extrema importância dentro da população cuiabana, que é levar aos principais parques de Cuiabá profissionais da área da saúde para fazer a prevenção, para cuidar dessas pessoas. Levar médico, levar enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, que já fazem parte do rol de funcionários da Secretaria Municipal de Saúde. A principal bandeira que o doutor Luiz Fernando vai defender como vereador é a saúde, porque hoje já foi mais que provado que o que o cuiabano espera que seja melhorado, quase 60% das pessoas responderam a saúde. Então a bandeira que eu preciso levantar e essa grande responsabilidade perante a minha terra natal e a população que me colocou ali, tenho essa responsabilidade e quero sim poder presidir a Comissão de Saúde dentro da Câmara para realmente lutar, fiscalizar de verdade. Precisamos de uma Câmara Municipal onde realmente existam ali colegas que exerçam a principal função do vereador, que é fiscalizar. Porque falar que o SUS, que o sistema público está falido, eu discordo. Porque o SUS é tripartite, vem verba do Governo Federal, do Governo Estadual, a prefeitura é obrigada a gastar 15% da arrecadação do município. E se pegarmos a arrecadação de Cuiabá que é de R$ 3 bilhões, é muito dinheiro. Se você tirar os 15% que é da saúde, então esse dinheiro tem que ser investido de forma clara, a população tem que estar ciente de que foi feito nos últimos quatro anos foi. Foi terminado o pronto socorro, foram inauguradas algumas unidades básicas de saúde, UPAs foram inauguradas, porém, se tem muito a se fazer pela saúde pública da nossa Capital. E eu quero ser esse elo da Câmara junto à população, escutando os anseios da população e reivindicando, e ao mesmo tempo fiscalizando o Poder Executivo para que isso chegue na ponta. Porque a verba tem. Vimos durante o período de covid que o Governo Federal destinou muito dinheiro para prefeitura, mas muito desse dinheiro não chegou na ponta, ficou parado em algum local, ficou no bolso de algum dos que lá se dizem nossos representantes. Então continuarei sendo médico da iniciativa pública, continuarei sendo médico da iniciativa privada e sendo vereador de Cuiabá, que realmente quer fazer diferente, quer exercer o verdadeiro papel de fiscalizador dentro da Câmara Municipal.

CO Popular – Qual avaliação o senhor faz da reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro?

Dr. Luiz Fernando – Eu sou do Republicanos, elegemos dois vereadores, somos a terceira maior bancada em votação, tivemos uma votação muito expressiva, só perdemos para o Cidadania. Então eu vejo que o Partido Republicano fez parte do arco de aliança com o prefeito Emanuel, porém eu fiz uma campanha de forma independente. Nós tínhamos no arco de aliança o prefeito Emanuel, e eu vejo que a reeleição do prefeito foi justa, onde a população mostrou nas urnas no segundo turno que realmente quer mudança. Então vejo que o prefeito Emanuel Pinheiro tem que mudar a cara da Prefeitura Municipal, mudar um pouco o trabalho que ele tem desenvolvendo, porque ele tem quase 50% da população que queria que fosse diferente. Então uma coisa é a
aprovação, ele tem 80% da aprovação da população cuiabana. Outra coisa é voto. Claro que a população aprova o HMC, quase 90% da população vai falar que aprova. Mas a população vota no prefeito Emanuel? Nâo vota, porque discorda de muitas coisas às quais ele vem fazendo. Então vejo dessa forma crítica também. Vejo que o prefeito Emanuel tem que ouvir mais a população, principalmente essa renovação que foi de 55% da Câmara Municipal, ouvir mais esses vereadores que estão em contato com cada um dentro de seus bairros, dentro de suas bases e fazer diferente, para que realmente a população possa estar não só aprovando o que ele fez, mas sim avalizando o que vem sendo feito.

CO Popular – Na sua opinião, o que o prefeito Emanuel Pinheiro deve priorizar no segundo mandato?

Dr. Luiz Fernando –Saúde. Porque não podemos aceitar como cidadão que o paciente tenha que acordar 4 horas para ir para uma fila para conseguir uma ficha para ser atendido em uma unidade básica de saúde. Não podemos mais aceitar que o paciente chegue em uma unidade e fique lá por quatro ou cinco horas para ser atendido e depois mais quatro ou cinco horas para ser medicado, e muitas vezes sai dali sem uma medicação. Não podemos aceitar o paciente chegar quebrado, acidentado, porque hoje um sério problema da saúde pública se chama traumatologia, que é a minha especialidade, que são os acidentes automobilísticos, os acidentes domiciliares, a pessoa estar ali internada no pronto socorro e ficar ali até 15 dias esperando, não sendo operada porque não tem material, não tem parafuso, não tem material suficiente porque a Prefeitura não está pagando o fornecedor. Então vejo que o prefeito Emanuel tem que priorizar. É uma pasta difícil? É. Educação e saúde são as pastas mais difíceis, porque tem verba própria. O secretário é detentor de despesa. Junto com o prefeito ele é responsável pelo dinheiro que vem, e é dever da Câmara fiscalizar e fazer as reivindicações. Eu vejo que é uma pasta difícil. Se você me perguntar se acho que um secretário de Saúde tem que ser médico, acho que tem que ser médico sim, desde que ele seja um médico que tenha capacidade técnica e seja realmente um bom gestor, que entenda de SUS, não que seja um médico apenas por indicação política, mas que tenha capacidade realmente de desenvolver um bom trabalho perante uma pasta que é complicada, que não tem hora para trabalhar.

CO Popular – O que o senhor deseja para Cuiabá?

Dr. Luiz Fernando – Eu desejo que a cidade possa melhorar. Estamos prestes a comemorar 302 anos. Cuiabá é uma cidade que cresceu muito, uma boa parte de forma desordenada, então a cidade tem sérios problemas, não só de saúde pública, então eu desejo uma Cuiabá que tenha uma saúde melhor, que tenha uma educação melhor, que os profissionais da área da saúde e da educação, que são pilares básicos dentro de qualquer gestão, seja melhor valorizada, que tenham melhores condições de saúde, porque o profissional da área da saúde, independente que seja enfermeiro, médico, fisioterapeuta, nutricionista, ele está cuidando de saúde. E o professor também é muito importante que a saúde desses profissionais também será atendida. Igual a saúde da população. Penso que a valorização desses profissionais não seja só financeira, mas também a saúde do trabalhador, seja do profissional da saúde ou mesmo do técnico em pedagogia ou mesmo do professor sejam também tratados dessa forma. Inclusive tenho projetos para isso, tanto para saúde do trabalhador da área da saúde como da área da educação. Então eu vejo uma Cuiabá que precisa ser melhorada nesses aspectos, uma Cuiabá que precisa ser melhor ouvida pelas pessoas que estão na ponta, na periferia da cidade, é uma cidade que precisa de uma melhor segurança, porque o crime também aumentou, então vejo que os três pilares, não só a saúde, mas a educação e a segurança, além de aumentar a quantidade de asfalto e saneamento básico, principalmente nas regiões mais longe do centro, que ainda clamam por asfalto, que clamam por saneamento de qualidade, então é isso que vejo que deve ser cobrado do Executivo.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image