14 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

ENTREVISTA DA SEMANA Terça-feira, 21 de Novembro de 2023, 10:52 - A | A

Terça-feira, 21 de Novembro de 2023, 10h:52 - A | A

VIRGÍNIA MENDES

“O nosso maior anseio é que as pessoas deixem de depender de auxílios”

Antonio P. Pacheco Especial para o CO Popular

A bacharel em economia Virginia Raquel Taveira e Silva Mendes Ferreira é cuiabana, de família humilde e com uma história de vida marcada pelos grandes desafios e superações dignas de romances. Ela tem se destacado diante da sociedade mato-grossense, no entanto, muito mais por seu engajamento em causas sociais do que em função do lugar de poder e influência do seu marido, o empresário e político Mauro Mendes Ferreira, o atual Governador de Mato Grosso. Para os admiradores de Virgínia Mendes, o título de “Primeira Dama” que lhe confere o fato de ser casada com o Chefe do Executivo Estadual tem menos impotância do que a sua presença sempre disposta e aguerrida nas frentes de luta e ações de defesa das famílias, dos jovens em situação de
vulnerabilidade social, dos povos indígenas aquelas voltados à assistência social, educação e saúde.

Nesta entrevista exclusiva – e rara - concedida ao jornalista Antonio P. Pacheco, Virgínia Mendes fala sobre sua relação com os povos originais de Mato Grosso, como surgiu e o que representa o program SER Família, sugerido por ela e aplicado pelo Governo do Estado e que engloba todas as políticas sociais do executivo Estadual, bem como aborda questões como sua relação com a política e com as redes sociais, os desafios e o legado da administração da atual gestão.

CO Popular – A senhora tem se dedicado com especial carinho aos povos indígenas neste segundo mandato do seu esposo, Mauro Mendes, como governador de MT. O que levou a senhora a aprofundar o olhar de cuidado para essa população?

Virginia Mendes – Só corrigindo, tenho atuado nos projetos sociais com os povos indígenas desde o primeiro mandato do governador Mauro Mendes, quando ele assumiu em 2019 o Governo. Sempre tive uma grande admiração por nossos irmãos indígenas, pela cultura e o anseio de poder fazer algo por eles é algo que sempre quis. Graças a oportunidade que a situação de estar como primeira-dama do Estado me concede, posso atuar de maneira mais forte com políticas públicas que de fato faça diferença na vida deles, porque essa é a verdadeira missão de servir, algumas pessoas podem até dizer que é uma obrigação, concordo, mas é preciso ter o olhar de que o momento é para total atenção e trabalho. Em 2019 visitei algumas aldeias e conseguimos desenvolver projetos muito importantes, um deles foi a perfuração de poços nas aldeias indígenas, e esse trabalho se estendeu. Era um programa que existia no Estado desde 2015, porém só foi colocado em prática quando Mauro assumiu em 2019. Somente no território da aldeia Umutina foram perfurados cinco poços, agradeço de coração o presidente da Metamat, Juliano Jorge e o nosso querido superintendente de Assuntos Indígenas, Agnaldo Santos pela atenção aos projetos que trabalhamos, e ao governador Mauro Mendes que apoia todos os projetos, isso é fundamental para o sucesso. Além dos poços, temos a reforma da balsa da aldeia localizada no Xingu, o único meio de travessia que dá acesso à aldeia Metuktire, foram investidos R$ 1,26 milhão por meio da Sinfra. Recentemente, estive juntamente com o governador Mauro Mendes, a secretária da Setasc Grasielle com as equipes da Setasc e Unaf, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros e Segurança Pública, na aldeia Santa Clara em Campinápolis, após o local ser atingida por um incêndio de grande proporção, não pensei duas vezes ao fazer a mobilização de tudo o que eles precisavam na emergência. Eu poderia falar por horas do meu carinho e projetos, como acontece com o programa SER Família Indígena em total atendimento aos nossos irmãos, antes eles não tinham cadastro social no Governo, agora eles têm e são atendidos com respeito que merecem, temos muito a fazer ainda, mas podemos comemorar as conquistas. E o título de madrinha que recebi deles não posso decepcioná-los, e como sempre digo. Eu tenho uma alma indígena e amo meu povo.

CO Popular – Como nasceu o principal programa social do Governo do Estado SER Família? O que inspirou a senhora nesta ideia tão importante?

Virginia Mendes – Esse programa nasceu no meu coração. Primeiro é preciso entender o significado da sigla SER – Superação; Esperança e Respeito, e Família que é uma base importante na vida de todo ser humano, mesmo que com o passar dos anos alguns valores tenham sido deixados de lado, a família é algo sagrado, como cristã acredito na instituição Família. Para resumir, o programa SER Família veio para dar além de um auxílio financeiro a garantia da dignidade que as pessoas em situação vulnerável precisam. O Ser Família contempla os programas: SER Família Criança; SER Família Idoso; SER Família Inclusivo e o SER Família Indígena. Todos eles com repasse de R$ 220 a cada dois meses, às famílias inscritas no CaDÚnico com renda per capita de até R$ 105, além de outras ações oferecidas por cada um deles. Além dos programas citados, o SER Família ainda contempla o SER Família Mulher, com auxílio de R$ 600 às mulheres vítimas de violência doméstica sob medida protetiva com renda de até 1/3 do salário mínimo. O SER Família Mulher é hoje referência nacional e serviu de base para o auxílio-aluguel sancionado pelo Governo Federal.

CO Popular – Sabemos que um dos mais complexos problemas do Brasil hoje é a concentração de renda, Mato Grosso vive isso de forma gritante, com uma produção bilionária no agronegócio, mas uma grande massa de famílias em grave situação de pobreza. Programas como o SER Família são a única solução ou o governo estadual pode fazer mais para corrigir essas distorções e quais seriam as outras medidas.

Virginia Mendes – O Governo do Estado já implantou uma alternativa para que as famílias em situação de vulnerabilidade social e financeira tenham oportunidades. Todos os programas ligados ao SER Família têm a condicionalidade das famílias inscritas fazerem cursos de capacitação profissional de forma gratuita por meio do maior investimento de qualificação do Governo de MT, que também tive a oportunidade de idealizar, o SER Família Capacita, com mais de 50 mil vagas e 75 tipos de cursos de qualificação nos 141 municípios.  O nosso maior anseio é que as pessoas deixem de depender de auxílios e consigam se estabelecer financeiramente, por isso os cursos de qualificação são tão importantes. Recentemente, o Governo de MT assinou um TAC com a iniciativa privada para que as pessoas qualificadas por meio do SER Família Capacita e inscritas no CadÚnico tenham acesso às vagas de grandes empresas. Tenho certeza que esse é um grande passo para que mais pessoas tenham oportunidade, o trabalho dignifica o ser humano.

CO Popular – No primeiro mandato do governador Mauro Mendes se falou muito pouco da senhora como alguém politicamente influente no grupo que está no Governo. No entanto, a senhora sempre participou ativamente dos debates políticos internos sobre candidaturas no grupo a qual pertence. Conta pra gente como surgiu essa dona Virginia militante política influente?

Virginia Mendes – Bom, eu sempre gostei de participar mesmo que de maneira tímida dos bastidores políticos. Como todas as coisas novas levam um pouco mais de tempo, no início do mandato de governador Mauro eu precisava ter conhecimento de muitas coisas, mas olhando para trás até que não demorou muito, porque tenho comigo pessoas maravilhosas que estão ao meu lado desde a época da prefeitura, isso ajuda muito. Essa Virginia sempre existiu (rs), eu acredito que quando trabalhamos com seriedade e compromisso é natural que a gente conquiste a confiança das pessoas, a no decorrer da minha vida eu sempre priorizei ser leal e transparente, esse é um fator que pode ter me tornado “influente” como vocês estão colocando. Agradecer as orações e os presentes que recebo, além de todo carinho. Enquanto empresária, mesmo antes do Mauro entrar para a política sempre fiz trabalhos sociais. Por outro lado, tem a minha relação com meu marido, sempre fomos muito próximos e confidentes um do outro, então eu meio que não tinha muito para onde ir, é uma situação inevitável, e mais que isso, como sempre sonhei muito com ações de políticas públicas que proporcionasse melhorar a vida das pessoas que realmente precisam, essa era a chance que eu tinha de colocar em prática os projetos que eu tinha em mente, isso também pode ser um fator. Há quem diga que nós estamos usando a política, eu falo de outra forma, estar em uma condição na política é a chance que temos de servir o cidadão da maneira correta e entregar resultados. Eu não tenho cargo público, sou voluntária e como tudo o que sempre fiz em minha vida, e se a minha missão é me doar e servir o próximo podem ter certeza que farei o melhor
possível.

CO Popular – Ainda na seara política: qual será, do seu ponto de vista, grande legado de administração Mauro Mendes como governador de Mato Grosso? Serão as obras físicas ou será a mudança de paradigma no modelo de gestão “empresarial” que ele implantou no estado?

Virginia Mendes – Olha, o Mauro é um homem visionário e além do seu tempo, ele fez o que muitos governadores não fizeram, pegou o Estado quebrado e fez a revolução de 30 anos de atraso. No meu ponto de vista ele está plantando as sementes de uma nova cultura para o nosso povo. Se ele pensa em trazer investimentos para o Estado, ele já pensa que é preciso ter uma estrutura para receber, para atrair o investidor, logo é preciso capacitar mão de obra e por consequência fortalecer os prestadores de serviços, mas o olhar empreendedor dele é forte, ao mesmo tempo muito sensível. Além de todo esse olhar focado no desenvolvimento econômico sustentável, ele vai deixar um MT pronto para que os próximos governantes continuem a investir.

CO Popular – Como atuante e importante colaboradora voluntária do Governo do Estado, quais são na sua opinião, as principais metas que o governo precisa alcançar na área social nos próximos três anos para fazer a diferença e marcar história?

Virginia Mendes – Nós temos dois grandes programas sociais, o SER Família Capacita, idealizado por mim, uma parceria do Governo de MT com o Senai-MT com a meta de capacitar mais de 50 mil profissionais em diferentes áreas, disponível nos 141 municípios atendendo a capacidade e a necessidade de cada região; a entrega das 40 mil unidades habitacionais projetadas por mim por meio do SER Família Habitação. No âmbito social considero que esses farão história, além das obras estruturantes, dos novos hospitais que serão entregues, nosso povo nos próximos três anos irá ampliar ainda mais as perspectivas. Temos muito ainda a fazer e projetos para sair do papel. Vamos trabalhar com muita energia para que todos sejam executados.

CO Popular – Atualmente, a senhora tem uma presença marcante nas mídias sociais. É realmente preciso estar nas redes sociais hoje em dia para ser relevante?

Virginia Mendes – Não. O que torna uma pessoa relevante é o que ela representa enquanto cidadão ou cidadã, e na política o que realmente importa é a ética, o caráter, Deus no coração e amar ao próximo, resumindo é preciso fazer o que é certo. Mas para mim as mídias sociais são um elo de comunicação, é a maneira que eu encontro para falar com as pessoas, demonstrar meus sentimentos, divulgar o trabalho voluntário que desenvolvo junto a minha equipe Unaf com o apoio do Governo de MT por meio da Setasc, e de verdade me sinto próxima das pessoas. O período mais difícil da minha vida foram as situações que enfrentei lutando pela minha vida, e lá nas minhas mídias eu recebia tantas mensagens de carinho, as orações e sempre gostei muito das plataformas digitais.  De coração agradeço a todas as pessoas pelo carinho, os presentes que recebo, todos os seguidores são muito especiais, que Deus abençoe a todos.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image