17 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

EDUCAÇÃO Terça-feira, 28 de Maio de 2024, 10:32 - A | A

Terça-feira, 28 de Maio de 2024, 10h:32 - A | A

EDUCAÇÃO SUPERIOR

MEC aprova novas diretrizes para formação de professores

Resolução do Conselho Nacional de Educação determina que carga horária de formação inicial de docentes para educação básica seja, no mínimo, 50% presencial

Redação

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta segunda-feira, 27 de maio, despacho que aprova resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial em Nível Superior de Profissionais do Magistério da Educação Escolar Básica. A norma atualiza outros regulamentos, de 2019 e de 2015, e estabelece, entre outros pontos, que cursos de licenciatura terão, no mínimo, duração de quatro anos, com 3.200 horas de carga horária — das quais ao menos metade (1.600 horas) deve ser realizada de forma presencial.

A carga horária dos cursos de licenciatura passa a ser distribuída da seguinte forma:

880 horas para formação geral, que abrange conhecimentos sobre o fenômeno educativo e a educação escolar, comuns a todas as licenciaturas e que podem ser ofertadas de modo presencial ou remoto;

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

1.600 horas para os conhecimentos específicos, que correspondem aos conteúdos das áreas de atuação profissional, dos quais ao menos 880 horas devem ser realizadas de forma presencial, nos casos de cursos ofertados em modalidade a distância;

320 horas de atividades acadêmicas de extensão, que devem ser ofertadas, necessariamente, de forma presencial;

400 horas de estágio supervisionado, que também serão, obrigatoriamente, realizadas em modalidade presencial.

A resolução traz, ainda, normativas para cursos de segunda licenciatura e para cursos de formação pedagógica voltados a graduados não licenciados (destinados à formação de bacharéis e tecnólogos que desejem atuar como professores nos anos finais do ensino fundamental, no ensino médio e na educação profissional em nível médio). Nos dois casos, os cursos ainda devem seguir a proporção de, no mínimo, 50% das atividades realizadas de forma presencial.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image