16 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

CIDADES Sexta-feira, 22 de Dezembro de 2023, 10:00 - A | A

Sexta-feira, 22 de Dezembro de 2023, 10h:00 - A | A

PRÉDIO INVADISO

Tribunal de Justiça inocenta porteiro acusado de envolvimento em morte de criminoso

Gazeta Digital

Após 11 anos, a 12ª Cara Criminal de Cuiabá, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), absolveu o porteiro Francisco Suterio da Silva, acusado de homicídio qualificado, contra um homem espancado por um grupo de pessoas, após invadir o prédio em que o "Seu Chico", como é conhecido, trabalhava como porteiro. A sentença foi proferida pelo juiz Wladymir Perri, e publicada no último dia 18.

 

"Diante do o exposto e de tudo o mais que consta dos autos, por estar convencido da inexistência de crime doloso contra a vida, na forma consumada, com fundamento no artigo 415, inciso II, do Código de Processo Penal, ABSOLVO sumariamente o acusado Francisco Suterio da Silva", disse o magistrado.

 

O crime ocorreu em abril de 2012, ocasião em que um homem identificado como Marcelo Pereira da Silva, invadiu um apartamento do Condomínio Águas Marinhas, no bairro Terra Nova, em Cuiabá.

 

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

 

O proprietário do apartamento, e outros dois condôminos teriam rendido Marcelo e passaram a agredi-lo. O homem foi socorrido com vida, mas morreu algum tempo depois.

 

Por sua vez, erroneamente, Francisco também teria sido apontado como um dos agressores, o que acabou sendo comprovado pela defesa do porteiro, patrocinada pelos advogados Matheus Bazzi e Renata Mendonça.

 

Segundo o advogado Matheus Bazzi, imagens de câmeras de segurança do local, além das testemunhas, podem comprovar a não participação de Francisco na agressão.

 

"No momento das agressões, ele estava aflito, correndo de um lado para o outro. Vale ressaltar, ainda, que foi o senhor Francisco quem acionou o socorro e a polícia", disse o advogado.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image