15 de Julho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

CIDADES Quinta-feira, 07 de Dezembro de 2023, 10:39 - A | A

Quinta-feira, 07 de Dezembro de 2023, 10h:39 - A | A

MPMT E CORPO DE BOMBEIROS

Ação conjunta verifica segurança das escolas em Barra do Bugres

Gazeta Digital

Dezenove escolas públicas e privadas, localizadas no município de Barra do Bugres (168 km a médio-leste), foram vistoriadas nesta segunda e terça-feira (4 e 5) em uma ação conjunta entre o Ministério Público do Estado de Mato Grosso e a Unidade do Corpo de Bombeiros de Tangará da Serra. Além de questões relacionadas à segurança, também foi verificado se as unidades de ensino possuem projeto de combate a incêndio e pânico.

 

De acordo com a promotora de Justiça Kelly Cristina Barreto dos Santos, a fiscalização foi uma das medidas adotadas pela 1ª Promotoria de Justiça Cível do município nos autos do inquérito civil instaurado após a invasão de uma escola no município, em agosto deste ano. Na ocasião, um homem pulou o muro da unidade de ensino e efetuou disparos de arma de fogo contra dois alunos.

 

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

 

“A fiscalização realizada esta semana coincidiu com a operação nacional Alerta Vermelho da Liga Nacional do Corpo de Bombeiros para orientação sobre incêndio e pânico. Todas as unidades de ensino vistoriadas foram notificadas a adotar as providências necessárias para a obtenção do alvará do Corpo de Bombeiros. A ação integrada terá continuidade também na zona rural de Barra do Bugres”, afirmou a promotora de Justiça.

 

Segundo ela, na escola onde o incidente aconteceu não havia sinalização de saída de emergência e os servidores não tinham conhecimento sobre as providências a serem adotadas em caso de emergência. “Esta fiscalização também tem um caráter orientativo acerca das medidas de segurança em caso de incêndio e pânico nas escolas públicas e privadas”, destacou.

 

Além da fiscalização, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso também requereu à Diretoria Regional da Secretaria de Estado de Educação a realização de Círculo de Paz e atendimento multidisciplinar nas escolas, começando pela unidade onde houve a invasão.

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image