17 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

AGRONEGÓCIO Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 09:10 - A | A

Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 09h:10 - A | A

DESENVOLVIMENTO

"Ter suporte logístico é fundamental para que a agricultura em MT aconteça", afirma presidente da AMM

Redação

Para o prefeito de Primavera do Leste (a 231 km de Cuiabá) e presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Léo Bortolin, a logística de transporte, especialmente o rodoviário, é de grande importância para o desenvolvimento do agronegócio no estado. "Ter esse apoio logístico é fundamental para que a agricultura de Mato Grosso aconteça".
Por causa do desenvolvimento do agronegócio, outro setor também tem crescido em Mato Grosso: o de caminhões. Isso porque cada vez mais os produtores estão investindo na frota própria para diminuir os custos do escoamento da produção, em vez de contratar transportadoras.

"O Brasil ainda é um país rodoviário e Mato Grosso um estado de extensão continental. Então aí é onde entra a necessidade de termos grandes empresas para dar esse apoio aos produtores. Nesse cenário, o Grupo Mônaco faz uma grande diferença para o setor, por dar todo o suporte que é necessário no meio rural", avalia Bortolin.

Um dos clientes do Grupo Mônaco em Mato Grosso é o ex-senador Cidinho Campos, que tem uma frota de cerca de 20 veículos em suas fazendas. "É muito importante ter uma empresa que está sempre inovando, trazendo tecnologia e coisas novas para o segmento. E nós temos uma proximidade com a Mônaco, que traz confiança na hora de comprar um veículo que será usado no escoamento da safra".

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

Quem também investiu na frota própria de caminhões foi o produtor de soja e milho Edmar Queiroz, de Rosário Oeste (128 km de Cuiabá). Antes, transportava a safra para São Paulo e Paraná por meio de transportadora terceirizada, até que conseguiu reduzir os custos comprando as próprias carretas.

"Eu uso para o escoamento da produção. É muito importante manter a regularidade na entrega, o que a gente não tinha quando fazia frete com terceiros. Hoje os caminhões estão se pagando e conseguimos um atendimento melhor na parte de manutenção, o que deixa o processo mais fácil", explica Queiroz.

“Quando criamos a Mônaco Diesel, um dos nossos focos sempre foi atender o agronegócio, por entendermos que esse setor é fundamental para a economia brasileira. Porque o produtor precisa de suporte na questão logística e o nosso papel é facilitar o processo de escoamento da produção. Isso vai além de vender um caminhão, é todo o ecossistema que proporcionamos aos nossos clientes”, afirma o CEO do Grupo Mônaco, Rui Denardin.

Léo Chaves – Em Rota com Você

Um dos projetos realizados pelo Grupo Mônaco para estar mais perto dos clientes é o “Léo Chaves – Em Rota com Você”, uma série de shows que esteve nesta semana em Mato Grosso, com ações em Cáceres (225 km a oeste da Capital) e em Cuiabá. Os eventos mesclam diversão e geração de negócios.

“A gente já está com essa parceria há seis anos, que tem o objetivo de aproximar a empresa do cliente, usando o entretenimento como um canal de aproximação. É um exemplo a ser seguido de empreendedorismo e inovação no mercado de automóveis como um todo”, avalia Léo.

“Queremos sempre estar juntos aos nossos clientes, porque esse relacionamento é fundamental para que a parceria dê certo. Não vendemos apenas veículos, nós proporcionamos ao consumidor conseguir o seu caminhão, mas também ter todo o suporte necessário, como a manutenção facilitada. E através do trabalho do Léo Chaves estamos proporcionando um momento de interação para aqueles que colaboraram para que o Grupo Mônaco chegasse aonde chegou hoje, gerando milhares de empregos e movimentando a economia nos sete estados onde estamos instalados”, enfatiza Denardin.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image