16 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

AGRONEGÓCIO Quinta-feira, 19 de Novembro de 2020, 11:04 - A | A

Quinta-feira, 19 de Novembro de 2020, 11h:04 - A | A

DIZ CONAB

Cultivo do milho primeira safra pode ganhar regiões arenosas em MT com variedades adaptadas

Só Notícia

O plantio de milho primeira safra deve ganhar novas áreas no Estado, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A estimativa é baseada na “demanda firme e a escassez atual do produto”, que deve resultar em aumento no cultivo e “possibilidade de semeadura de novas áreas em regiões arenosas, utilizando novas variedades adaptadas”.

O plantio do milho primeira safra começou este mês no Estado. Em sua nova estimativa da safra nacional de grãos, a Conab manteve a previsão de aumento de 4,1% em relação à safra passada na área plantada em Mato Grosso, que deve chegar a 42,9 mil hectares.

Ainda assim, a previsão é de uma queda de 5,1% no total produzido, estimado em 327 mil toneladas. A diminuição é explicada por uma produtividade menor, de 7.643 quilos por hectare, 8,9% abaixo do alcançado na safra passada.

Em Mato Grosso, a semeadura da primeira safra de milho, segundo a Conab, é “limitada a pequenas participações, para atendimento a demandas pontuais do mercado interno, a exemplo do consumo em propriedades e do suprimento para formulação de ração animal”.

Por outro lado, conforme Só Notícias/Agronotícias já informou, Mato Grosso seguirá como o maior produtor nacional de milho segunda safra. A previsão da Conab é de que o Estado destine uma área de 5,4 milhões de hectares para essa cultura e alcance uma produção de 34,3 milhões de toneladas.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tangará Online (tangaraonline.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Tangará Online (tangaraonline.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image