16 de Julho de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

Sexta-feira, 17 de Maio de 2019, 14h:56 - A | A

Líderes do Comando Vermelho participaram de assalto a carro-forte que terminou com três mortos

Olhar Direto

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

image

As investigações da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) apontam que líderes do Comando Vermelho (CVMT) teriam participado da tentativa de assalto a um carro-forte no supermercado Atacadão, na última sexta-feira (10), em Cuiabá. O delegado Flavio Stringueta continua aguardando a decisão judicial para extração de dados de uma funcionária da empresa de transporte de valores.

“Nós continuamos investigando esse caso e ainda não temos muitas novidades. O que acreditamos até o momento é que algumas lideranças da facção criminosa possam ter participado da ação. Mas tudo ainda será totalmente esclarecido nos trabalhos que estão sendo feitos”, disse o delegado ao Olhar Direto.
 
Stringueta novamente reafirmou que as informações colhidas até o momento apontam para dez integrantes desta quadrilha. Alguns deles estariam atuando de dentro de presídios.
 
Recentemente, o delegado disse ter a certeza de que os cinco suspeitos que atuaram na tentativa de assalto eram assaltantes de joalherias. Uma das armas do crime, encontrada com um dos que morreram, foi roubada de um policial militar em uma joalheria.
 
O grupo criminoso vinha sendo monitorado por uma força-tarefa composta pela Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf), além da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária (Saap) e Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Seop/MJSP).
 
O delegado também disse ter convicção que a segurança que aparece caindo abraçada junto a um dos suspeitos na tentativa de assalto teria envolvimento no crime. No entanto, ele afirmou que ainda faltam provas e que apenas a esposa de um dos suspeitos que morreu teria confirmado esta hipótese.
 
“Existe diferença entre convicção e certeza, então eu estou na convicção ainda, de que ela estava envolvida, está faltando um pouquinho só para a certeza, mas a hora que chegar nisso a gente prende ela”, afirmou o delegado.
 
Além disto, Stringueta aguarda também a decisão judicial para que seja feita a extração de dados sigilosos do celular da suspeita. Isso porque, preliminarmente, não havia nenhuma mensagem que ligasse ela aos bandidos. Porém, os dados podem ter sido apagados e podem ser recuperados pela perícia.
 
O crime
 
Três homens morreram e dois fugiram em uma tentativa de assalto a um carro-forte no Atacadão do bairro Tijucal, em Cuiabá, na tarde desta sexta-feira (10). Nenhum cliente ou funcionário do supermercado se feriu durante a ação. Os bandidos mortos durante  o confronto com as forças de segurança foram identificados como Luciaquino Quirino Serra de Paula, 37 anos, Fábio Aparecido da Costa, 26 anos, e Dauan Félix da Silva (idade não divulgada pela Polícia Civil).
 
O grupo criminoso vinha sendo monitorado por uma força-tarefa composta pela Polícia Judiciária, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária (Saap) e Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Seop/MJSP).

Imprimir





ENQUETE

VEJA MAIS

Você é contra ou a favor ao novo decreto do porte de armas?

PARCIAL

(65) 3052-6030

redacaocopopular1@gmail.com admcopopular1@gmail.com financeiro@copopular.com.br

image