16 de Julho de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

Quinta-feira, 18 de Abril de 2019, 13h:23 - A | A

Confeiteira de Cuiabá faz ovos caseiros de chocolate decorados com rostos

image

Carla Patrícia Braga Silva Souza, de 42 anos, que é formada em design de interiores e trabalha há sete anos como confeiteira e professora de confeitaria na capital, faz ovos caseiros de chocolate com o rosto de pessoas e também representações animais.

O trabalho caseiro é feito todo à mão, desde o desenho em rabiscos do rosto da pessoa até a reprodução total com a pintura. O material usado na produção é comestível.

 
Ovos com desenhos — Foto: Carla Patrícia Braga Silva Souza/ Arquivo pessoal

Ovos com desenhos — Foto: Carla Patrícia Braga Silva Souza/ Arquivo pessoal

Carla conta, que começou a profissão de confeiteira depois que se tornou mãe, pois queria fazer a festa de aniversário do próprio filho. “Comecei a fazer as coisas e daí só fui me aperfeiçoando. Fiz curso de cake design, master confeiteiro e outros cursos com profissionais do Brasil”.

O ovo de chocolate feito com a face de pessoa ou animal dura cerca de duas horas para ser fabricado, desde a casca do ovo até a pintura para a finalização.

O preço médio é de R$ 85, com vários recheios, como o de brownie, tradicional [chocolate] e recheado com a escolha do sabor pelo cliente.

 
Para homenagear Cuiabá, Carla produziu um ‘bolo esculturado’ em forma de viola de cocho — Foto: Carla Patrícia Braga Silva Souza/ Arquivo pessoal

Para homenagear Cuiabá, Carla produziu um ‘bolo esculturado’ em forma de viola de cocho — Foto: Carla Patrícia Braga Silva Souza/ Arquivo pessoal

 

Para homenagear Cuiabá, Carla produziu um ‘bolo esculturado’ em forma de viola de cocho, com recheio de doce de leite e castanha de baru, tinha 15 kg e foi feito numa aula com os alunos do curso de confeitaria que ministra numa instituição de ensino.

A confeiteira disse é feliz com o que faz e sempre está satisfeita. ‘’Fazer essas obras é como se estivesse me transportando para outro lugar. Fico muito satisfeita quando o cliente diz que não comeria de dó, pois gostou do trabalho’’ comentou.

Carla nunca exerceu a profissão em que se formou, mas diz estar realizada com o que faz. Pretende fazer um curso de panificação, mas depois que concluir o curso que começará. Ela inicia neste mês o curso de aerografia em Goiânia.

Imprimir





ENQUETE

VEJA MAIS

Você é contra ou a favor ao novo decreto do porte de armas?

PARCIAL

(65) 3052-6030

redacaocopopular1@gmail.com admcopopular1@gmail.com financeiro@copopular.com.br

image